A proposta do encontro…

O mundo está avançando com muita velocidade e junto com essas mudanças surgem novos olhares para o humano, para as questões de gênero, para a sexualidade e, especialmente, para o sexo!

Como está a sua sexualidade e as suas relações sexuais?

Você tem tido a oportunidade de aprender mais sobre o tema e expandir seus horizontes?

Ou ainda está refém das referências machistas e pornográficas?

Você conhece os seus desejos, sua anatomia e seu potencial orgástico?

Você sabe mesmo o que dá prazer a uma mulher além da penetração?

A proposta deste encontro de 1 final de semana é fazer um mergulho nas questões íntimas do homem que raramente temos com quem conversar dentro de um espaço seguro, sem competições nem verdades absolutas. Nesse percurso vamos fazer uma retrospectiva sobre o que aprendemos desde criança sobre sexo e sexualidade.

“Homem tem que ser garanhão.”

“A primeira vez foi no puteiro.”

“Homem não recusa nunca, tem que comparecer.”

“Mulher para comer ou mulher pra casar?”

“Passa a vara!”

“Quem tem o pau maior?”

Se identificou com essas frases? Não é à toa! Todos nós fomos educados dentro dessa cultura machista e opressora. Precisamos ser fortes, dominantes e viris. Não temos espaço pra chorar nem nos emocionar. Para se desidentificar disso tudo, não é fácil, mas é possível. Juntos chegamos lá!

Precisamos rever questões básicas que aprendemos desde cedo, nossas crenças, limitações e questões culturalmente aceitas, porém extremamente nocivas. Vamos refletir sobre esses lugares tão estreitos, entender como é possível mudar de perspectiva e absorver uma nova cultura. É preciso reconhecer que muitas vezes somos privilegiados por essa cultura misógina, porém esses privilégios também nos oprimem, nos limitam e nos tornam reféns. Uma cultura mais justa e igualitária entre homens e mulheres só pode fazer bem a todos.

Vamos juntos?

DATA:

22 e 23/09/18

HORÁRIO:

9 às 17h