O que é retórica?

Convencer, influenciar, defender opiniões por meio do discurso… Analisar escolhas, fazer propostas, executar planos. Enfeitar a comunicação. Manipular? A retórica transita nas fronteiras entre técnica, ciência e arte da linguagem. Tal versatilidade permite o emprego, em diferentes atividades discursivas, dos múltiplos recursos que ela oferece. As figuras de linguagem (ou seriam figuras de retórica?) estão entre esses instrumentos.

“Entendamos por retórica a capacidade de descobrir o que é adequado a cada caso com o fim de persuadir”. (ARISTÓTELES, 2000, p.48)

“[…] a retórica é a disciplina da impropriedade do sentido” (FIORIN, 2014, p.28)

A OFICINA – Carga horária: 12 horas

Sexta (22.03 – de 19h às 22h)

1. Conceitos

1.1 – Retórica – definição, história, polêmicas e usos
Exercício de análise do emprego da retórica/argumentação em diferentes gêneros discursivos.

1.2 – Figuras de linguagem ou figuras de retórica? Quais são?
Exercício de análise do emprego da retórica/argumentação em diferentes gêneros discursivos.

Sábado (23.03 – de 9h às 13h e 14h às 18h)

2. Emprego das figuras no texto.
Exercício de escrita – redação de texto.
Leitura, discussão e feedback.

3. Na imagem fixa (arte/fotografia).
Exercício de produção.
Apresentação, discussão e feedback.

4. No vídeo.
Exercício de produção.
Apresentação, discussão e feedback.

5. Imagem + texto.
Exercício de produção.
Apresentação, discussão e feedback.

Os professores

ANDRÉ RAMOS
Designer – especialista em visualidades
Doutor em Arte Contemporânea pela Universidade de Brasília (UnB), mestre em Educação pela UnB, graduado em Desenho Industrial, com habilitação em Design Gráfico (UnB), é professor, em Brasília, nos cursos: Pós-Graduação em Gestão da Comunicação nas Organizações (UniCEUB); Pós-Graduação em Processos Criativos em Fotografia (IESB); Graduação em Publicidade e Propaganda e Graduação em Jornalismo.
Responsável pela identidade visual do catálogo do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, atuou como consultor em design e comunicação na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), no Ministério da Justiça (MJ) e no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI); desenvolveu projetos para a Ordem das Cooperativas do Brasil (OCB), Federação do Comércio (Fecomércio), Senac-DF, Previdência da Eletronorte, Editora da UnB, Escritórios da ONU (UNODC, UNFPA, USAID), Organização Internacional do Trabalho (OIT), e para os ministérios do Meio Ambiente, da Justiça, da Educação, do Desenvolvimento Agrário, da Saúde, do Trabalho e Emprego, entre outros. Autor, organizador e designer da coleção de livros de gastronomia Cozinha Capital, vencedora de vários prêmios internacionais e nacionais, tais como: Doces Segredos de Daniel Briand – Melhor livro brasileiro na categoria Sobremesas no Prêmio Gourmand World Cookbook Awards (2007) e Melhor publicação na categoria Guias e Manuais no Prêmio Jorge Salim de Excelência Gráfica (2007); O Bistrô de Alice – Melhor livro brasileiro nas categorias Chef Feminina e Harmonização de Pratos e Vinhos no Prêmio Gourmand World Cookbook Awards (2005). Ainda na área de design editorial, foi designer do livro Gula d’África, da Editora Senac-DF, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Awards (2009), como Melhor livro do mundo na categoria Culinária Étnica. ​

CAROLINA ASSUNÇÃO E ALVES
Jornalista e escritora – especialista em conteúdo audiovisual
Pós-doutorado em Linguística Aplicada no Laboratoire Communication et Politique no Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS – Paris, França). Mestra e Doutora em Linguística do Texto e do Discurso pela UFMG (Doutorado sanduíche – Université Paris 13 – Centre D’Analyse du Discours). Professora em cursos de pós-graduação em Marketing Digital, Comunicação em redes, Gestão da Comunicação nas Organizações e Processos Criativos em Fotografia, em Brasília. Professora titular de cursos de graduação em Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Audiovisual do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB). Trabalhou durante 10 anos na produção e edição de reportagens para telejornais das emissoras TV Alterosa (SBT Minas – Diários Associados) e TV Globo Minas. Atuou como consultora (UNESCO) no Ministério da Educação. Produtora de conteúdo – redação, roteiro e edição de vídeo. Autora de capítulos publicados em livros organizados pela UFMG e Université de Picardie na França, artigos publicados em revistas científicas de instituições como UNICAMP, UFGRS e UFMG. Já apresentou suas pesquisas em eventos internacionais no Brasil, Argentina, Estados Unidos e países europeus.

 

Página do evento no Facebook

DATA:

22 e 23/03/19

HORÁRIO:

19 às 22h (sexta)

9 às 18h (sábado)