ESCOLHAS



5 maio, 2020
Amor

É curioso como vários intelectuais que têm falado sobre a pandemia e o isolamento social acusam quem tem uma visão diferente da deles, sobretudo os otimistas, de estarem romantizando a crise. Parece que quem sente não pensa e quem pensa não deveria sentir para não correr o risco de se tornar um “bobo alegre”, como na fala de Luiz Felipe Pondé em seu Canal no Youtube. Ele parte de várias ideias corretas como a de que a “quarentena chique” com computadores, acesso à internet, trabalho remoto, delivery de comidas gourmet e vinhos, além de muitas lives, é irreal e para poucos. Diz também que a desigualdade social tenderá a ser maior depois da crise, o que provavelmente acontecerá! 

Excelentes reflexões! Só não entendi por que ele mandou as pessoas que ficam fazendo lives e mandando luz ou gratidão terem cuidado…

Se eu tenho acesso a tudo isso, por que não passar pela crise da melhor maneira possível? Posso usar a crise para ser uma pessoa melhor, para ajudar alguém, para conviver com a minha família ou posso afundar num vício que já tinha, engordar dez quilos e continuar colocando a culpa de tudo de ruim que me acontece no que está fora, no governo, no marido e no vizinho. E isso, independe de estar na quarentena brega ou chique! Cada um que examine sua consciência e veja como pode ajudar, ser fraterno ou contribuir da forma que pode e que sabe fazer!

Ninguém, nem mesmo os otimistas estão alienados, negando ou romantizando a crise. Ninguém neste momento está vivendo um mar de rosas! Tudo é uma questão de escolha e consciência! Se quisermos aprender a nossa lição esta é uma ótima oportunidade! Se não, paciência…

Leandro Karnal em uma entrevista na CNN disse que o vírus é objetivo. Ele não escolhe esquerda ou direita, pessimista ou otimista para se instalar. Concordo também! Mas não podemos esquecer que a forma como uma doença vai se manifestar, sua evolução e até a sua gravidade, é completamente diferente numa pessoa que se mantém positiva e em outra que é pessimista e que só pensa no pior! O vírus vai acometer pessoas que possuem resistência baixa, e as que pensam e sentem emoções negativas estão com o sistema imunológico enfraquecido. Antes que alguém pergunte de onde tirei isso, vou explicar!

Existe um renomado psiquiatra americano chamado Dr. David Hawkins, que formulou uma tabela que quantifica as nossas emoções. Esta tabela ou Escala da Consciência de Hawkins mensura de forma objetiva as nossas emoções, que são medidas em Hertz. Ele conseguiu provar cientificamente que emoções como vergonha, culpa, dor e medo possuem frequências baixíssimas, abaixo de 100 hz; já emoções como amor, alegria e paz possuem frequências altas, com mais de 500 hz. A neutralidade seria algo em torno de 250 hz.

Tudo o que nós temos à nossa volta, quer possamos enxergar ou não, quer seja algo material ou imaterial, possui uma frequência energética e emite uma vibração, inclusive o vírus. E energia não tem nada de sobrenatural ou místico, energia é física pura! Como semelhante atrai semelhante, o vírus será atraído por pessoas que estão vibrando no mesmo nível de frequência que ele, ou seja, pessoas com medo, raiva, orgulho e culpa.

Karnal também fala em sua entrevista que não podemos cair no discurso da auto ajuda. Não basta ter pensamento positivo ou achar que não iremos pegar o vírus para que isso aconteça de fato. Se pensarmos que queremos ser felizes, nem por isso seremos. E completa: “pensamento não institui realidade”. Isso é a mais pura verdade! Quem estuda sobre energia e a Lei da Atração sabe que só pensar não funciona. Os pensamentos devem estar alinhados com os sentimentos e é o que sentimos que dita as regras. Além disso, pensamentos e sentimentos devem estar associados com a ação. Sem esta conexão, a mágica não acontece!

Por exemplo, hoje em dia sabemos que a gratidão está muito na moda. Mas de que adianta eu ficar repetindo GRATIDÃO, GRATIDÃO, GRATIDÃO, se o que eu sinto não é nada disso? Se me acho uma injustiçada pela vida, vítima das pessoas, das situações ou do sistema? Tem algo errado aí que faz a mágica parar! Minha vida não vai mudar se eu não mudar meus pensamentos e depois meus sentimentos. E isto tampouco traz resultados se não partimos para a AÇÃO! 

Karnal também diz que a esperança é muito importante, e que “a pessoa que tem esperança age”. Li outro dia no Instagram do escritor Carlos Torres, que temos que parar de ter esperança, porque isso faz com que fiquemos esperando pelo melhor, um melhor que nunca acontece. Ele sugeriu que devemos trocar a Esperança por Fé e Confiança. Achei interessante, porque fé e confiança são atitudes que devemos tomar AGORA, e não no futuro!

Várias pessoas já disseram que não podemos esperar resultados diferentes se fazemos tudo sempre igual. Então, vamos procurar nossos recursos internos que já temos para lidarmos com os nossos desafios! Porque construir barreiras, se podemos construir pontes? Porque não aproveitar o momento para vermos o copo meio cheio, ao invés de meio vazio?

Vamos trocar “Esta pessoa só me traz problema” por “Esta pessoa me traz desenvolvimento!”

Vamos substituir “Temos que acabar com o vírus” por Vamos criar imunidade!” 

Vamos falar “A solução está dentro de mim” ao invés de “A culpa é do fulano!”

A escolha é inteiramente sua! Pois, como disse sabiamente o professor Arly Cravo, “mais importante que a circunstância, é a substância!”

 

______________________________

ISABELA GALLO

Isabela Gallo é fonoaudióloga, Mestre Reiki, professora e terapeuta floral. Sua missão é despertar o divino nas pessoas e fazê-las aproximarem de sua verdadeira essência.

posts relacionados



Amor
Indicação de filme: O menino que desco

Esse filme é baseado em fatos reais, e conta a história de William Kamkwamba,

leia mais +
Amor
Comunicação Não-Violenta: uma forma d

A primeira vez que escutei o termo CNV - Comunicação Não-Violenta - foi em um

leia mais +
Amor
PORQUE VOCÊ DEVE SUBIR UM VULCÃO NO DE

Vendo umas fotos arquivadas, me deparei com essa: a da primeira (e por enquanto

leia mais +

explore as categorias


bem-estar

autoconhecimento

Arte

amor
Quer saber de todas as novidades?
Assine nossa newsletter!
© 2020 Amadoria. Todos os direitos reservados.